Terras da Costa

ACTUALIZAÇÃO | Novembro 2023
Desde 2012, o Ateliermob e a cooperativa Trabalhar com os 99% trabalharam de diferentes formas no bairro das Terras da Costa (Almada). A sua expressão mais visível foi a construção da Cozinha Comunitária das Terras da Costa (com o Colectivo Warehouse e muita gente), mas este trabalho foi muito além desse equipamento comunitário inaugurado em 2014. Prolongou-se no tempo ao ponto de, durante anos, sermos as únicas instituições que, a partir de recursos próprios, se iam mantendo no território. No último ano, preparámos um observatório que pudesse acompanhar e registar a deslocação das pessoas para fora do bairro mas que nunca chegou a ficar online.
Recentemente tomámos conhecimento que há outras iniciativas, desta feita com investimento público, que se propõem transformar o território das Terras da Costa sendo que, formalmente, não conhecemos esses projectos. Nem o Ateliermob, nem a cooperativa Trabalhar com os 99%, estão entre o grupo de instituições contactadas para os acompanhar e, por isso, decidimos dar por terminado o nosso trabalho neste território.
A nossa porta manter-se-á sempre aberta aos moradores das Terras da Costa que o solicitem, de forma individual ou colectiva, e não nos inibiremos de ir acompanhando o que for acontecendo. Mantemos a esperança que as pessoas que actualmente habitam as Terras da Costa possam, um dia, ver garantidos o seu direito à habitação e o seu direito ao lugar, e desejamos que quem agora se mobiliza para este território consiga operacionalizar respostas com e para as pessoas que o habitam.
Ateliermob + Trabalhar com os 99%

____________________________________________________________________________________________________

Sem água, saneamento e com casas precárias, estas eram as condições de vida de centenas de pessoas que habitavam e habitam as Terras da Costa.

O início dos trabalhos foi moroso, mas os primeiros passos foram dados ainda em 2015, logo após o corte de eletricidade no bairro, em maio desse ano foram desmanteladas todas as puxadas ilegais, gerando uma enorme tensão no bairro. Entre finais de novembro de 2015 e março de 2016 aconteceu o processo de realojamento do núcleo da Rua do Juncal e a demolição das casas. Em 2016, o ateliermob propôs-se a analisar, estudar e construir informação sobre o bairro, de modo a que o processo de realojamento se pudesse iniciar a partir do território a demolir e com os moradores como atores principais, acreditando que a recompensa será no dia em que todos os moradores daquele território tiverem uma casa digna, num bairro construído com eles.

Hoje, em 2021, o bairro das Terras da Costa permanece no mesmo local e mais de 50 famílias continuam a viver em casas precárias, sem água e esgotos, mas com eletricidade legal. Agora que se fala de novo em realojamento e numa recomposição social da cidade, a Cooperativa Trabalhar com os 99% juntamente com os seus parceiros e os moradores do bairro decidiram construir este Observatório das Remoções para que, se consiga registar o quotidiano deste pedaço de território da Costa da Caparica.

Agora que se entra numa nova etapa de incerteza na vida das Terras da Costa, entendemos ser crucial deixar registos sobre o processo. Aqui iremos mapear, registar e partilhar informação sobre os realojamentos, e tudo o mais que se considere importante a cada instante. Contrariar a persistente tentativa de isolar cada um dos moradores e construir uma história comum é o mote deste projeto.

Estamos juntos - como tantas vezes se diz nas Terras.